Sindicalize-se Fale Conosco Webmail
 
 
     
 
 
Nome

Email

Cidade

Empresa

Mensagem
 
 

Milhares de trabalhadores ocupam as
ruas contra a PEC 241 e o corte de direitos

Milhares de trabalhadores e trabalhadoras foram às ruas, em Belo Horizonte, na quinta-feira (22/9), para protestar contra o golpe a direitos trabalhistas e sociais imposto pelo governo ilegítimo de Michel Temer. O primeiro ataque é a proposta de emenda à Constituição (PEC) 241, em tramitação no Congresso Nacional, que limita por 20 anos os gastos com saúde, educação, segurança e previdência.

Os trabalhadores das empresas de saneamento, representados pelo SINDÁGUA-MG, tiveram participação ativa no Dia Nacional de Paralisação e Mobilização, que reuniu várias categorias profissionais, dos setores privado e público, estudantes e militantes de movimentos sociais, em atos públicos e manifestações em várias regiões da capital.

A Paralisação Nacional, promovida em todo o país pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), outras centrais, entidades sindicais e movimentos sociais, foi um ensaio para a greve geral que está sendo preparada contra as propostas desastrosas para a classe trabalhadora.

O protesto terminou com a audiência pública da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa (ALMG) sobre a PEC 241. A proposta foi repudiada pelas centenas de manifestantes que participaram da reunião.

‘MÃE DE TODAS AS REFORMAS’

Os convidados da audiência reafirmaram que a PEC acaba com direitos garantidos na Constituição Federal. De acordo com o economista Frederico Luiz Barbosa de Melo, assessor da Subseção do Dieese na CUT/MG, a PEC 241 congela por 20 anos as despesas primárias do governo, que incluem todos os investimentos e verbas para saúde, educação, segurança e previdência, entre outras áreas.

“Só ficam fora do teto as despesas com juros. A PEC não trata de dívida pública, que é um grande concentrador de renda no Brasil e cujo pagamento de juros e de amortização consome 45% do orçamento da União”, disse o economista. Segundo ele, durante essas duas décadas de congelamento, as despesas poderão ser corrigidas apenas pelo índice de inflação.

Melo ressaltou que a PEC 241 é a “mãe de todas as reformas”, porque os investimentos em saúde e educação, por exemplo, terão que ser adaptados para garantir o pagamento de aposentadorias. “Eles jogarão a briga para dentro dos segmentos que defendem as políticas públicas”, previu.

DESMONTE DA CONSTITUIÇÃO

O deputado federal Patrus Ananias (PT-MG) chamou a proposta de “PEC do desmonte”. “Desde o princípio, percebi o estrago que ela causará, ao desmontar a Constituição”, afirmou. A PEC, segundo ele, é de “Estado mínimo”, em afronta ao Estado de bem-estar social previsto no artigo 3º da Constituição e nos artigos sobre a ordem social.

Para Patrus, se aprovada, a proposta desmonta também a assistência social e programas como o Bolsa Família, o benefício continuado para pessoas pobres com deficiência ou idosas e a política de segurança alimentar e nutricional. “Congela a pesquisa, a tecnologia. É um crime de lesa-pátria”, acrescentou.

Patrus e Melo defenderam a resistência à PEC e o esclarecimento do que ela representa para o Brasil. “Ela atende interesses do capital internacional e de seus históricos serviçais no Brasil, que têm pressa em aprová-la”, afirmou Patrus. “Há uma sutileza no documento, que dificulta à população enxergar suas consequências na vida prática”, ressaltou Melo.

 

(Com informações da ALMG)

Clique aqui e veja o album de fotos da Paralisação
Rodape Sindagua


Sindicato dos Trabalhadores nas
Indústrias de Purificação e Distribuição
de Água e em Serviços de Esgotos
do Estado de Minas Gerais

Rua Congonhas, 518 - Santo Antônio
Belo Horizonte - MG CEP 30330-100

(31) 3297-7227 Fax 3297-7224
sindagua@sindagua.com.br


Galeria de Fotos


Galeria de Videos

Mapa do Site

Principal
Acordos Coletivos
Boletins
Cartilhas
Colônias de Férias
Deapes
Diretoria Executiva
Conselho Fiscal
Diretoria de Base

Estatuto
Fale Conosco

Histórico

 

Jurídico
Jornais

Noticias
Outros convênios
Publicação
Saúde e Segurança
Seguro de Vida
Serviços Cartórios
Seguro de Carro
Última publicação
Web-Mail
Sindicalize-se