Demissões
PDVI SEM REPOSIÇÃO DE VAGAS AUMENTA PRECARIZAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO
sem imagem

O Programa de Demissão Voluntária Incentivada (PDVI), lançado neste segundo semestre pela Copasa, teve a adesão de 1.099 trabalhadores, 9,6% dos 11.393 funcionários da empresa, levando-se em consideração o quadro de pessoal de 2020.

A redução do contingente de trabalhadores, sem reposição de vagas, aumenta a precarização das condições de trabalho dos que seguem na ativa. A empresa promove o PDVI, mas não há a contrapartida da realização de um programa de admissões através de concurso público.

Outro agravante é que o PDVI atingiu somente trabalhadores mais experientes, que se aposentaram antes de 12 de novembro de 2019. Como o programa não está associado à reposição de vagas, haverá considerável perda de capacitação técnica, impactando a qualidade dos serviços prestados.

Para piorar ainda mais a situação, a direção da Copasa faz planos para aumentar a terceirização nas atividades da empresa, desprezando a legislação, para contratar pessoal sem concurso público, como determina a lei em relação às empresas da administração pública.

A intenção da direção da Copasa é enxugar drasticamente o quadro de pessoal, para cortar custos e preparar a empresa para a privatização, objetivo insistentemente apregoado pelo governo Zema. A Copasa e outras empresas públicas mineiras, como a Cemig, estão na mira dos interesses do “deus” mercado, que pretende abocanhar estatais lucrativas a preço baixo.

Como parte desta estratégia está o arrocho salarial que a direção da Copasa impõe aos trabalhadores desde 2019, devido à resistência da categoria à intenção da empresa de acabar com a PL linear e a garantia de emprego, para promover demissões em massa.

De forma intransigente e insensível, os gestores da Copasa se recusam a negociar os acordos coletivos de 2020 e 2021, sob a alegação de que o ACT de 2019 ainda está pendente, impasse que se deve à postura irredutível e radical da empresa em acabar com a garantia de emprego e que coloca os trabalhadores em grave situação financeira.

          

[+] Veja mais noticias              Voltar para página inicial

   


Sindicato dos Trabalhadores nas
Indústrias de Purificação e Distribuição
de Água e em Serviços de Esgotos
do Estado de Minas Gerais

Rua Congonhas, 518 - Santo Antônio
Belo Horizonte - MG CEP 30330-100

(31) 3297-7227 Fax 3297-7224

sindagua@sindagua.com.br


Galeria de Fotos


Galeria de Videos

Mapa do Site
Principal Deapes Jurídico
Boletins Estatuto Saúde e Segurança
Acordos Coletivos Fale Conosco Seguro de Vida
Cartilhas Histórico Serviços Cartórios
Colônias de Férias Jornais
Sindicalize-se
Diretoria Executiva Noticias
ltima publicao
Conselho Fiscal Outros convnios
Web-Mail
Diretoria de Base Registro Eletrônico  
  Área restrita